O PRÊMIO

O Prêmio Engenho de Comunicação – O Dia em que o Jornalista Vira Notícia foi criado em 2004 para destacar as melhores iniciativas e os mais prestigiosos profissionais da Imprensa na Capital do país.

Mais de 90% das manchetes dos veículos de comunicação brasileiros, ou sobre o Brasil no exterior, são escritas em Brasília. No entanto, até a instituição do Prêmio Engenho de Comunicação, os profissionais da cidade não eram reconhecidos, proporcionalmente à sua relevância.

Os principais prêmios jornalísticos brasileiros destacam basicamente profissionais do eixo Rio-São Paulo, deixando grandes nomes do jornalismo nacional de fora, por estarem baseados em Brasília. Assim, o principal objetivo do Prêmio Engenho é valorizar os jornalistas e veículos de Comunicação de Brasília, reconhecendo aqueles que noticiam para o Brasil e o mundo as mais relevantes decisões tomadas na Capital do país.

Já aconteceram treze edições anuais consecutivas da premiação. Desde sua instituição, o evento tem mobilizado e sensibilizado a Imprensa em geral (jornalistas e seus familiares, veículos de comunicação e seus dirigentes), parlamentares, Poder Executivo, integrantes do Judiciário – em especial das Cortes Superiores – e das representações diplomáticas, empresários, formadores de opinião em geral e personalidades da sociedade local, configurando-se como um canal de relacionamento privilegiado com esses públicos.

Em 2008 a premiação passou a integrar o calendário oficial de eventos da capital com a sanção da Lei Nº 4.231. Em 2010, o 7º Prêmio Engenho de Comunicação – O Dia em que o Jornalista Vira Notícia aconteceu no dia 1º de junho, na Embaixada de Portugal, em Brasília. A partir de então tornou-se a sede da cerimônia do Prêmio Engenho de Comunicação.

A premiação é gratuita, sem fins lucrativos, realizada com a parceria e o patrocínio de instituições, empresas e entidades de renome, que associam sua marca e valores à Liberdade de Expressão e à Democracia representada pela Imprensa livre. Não há inscrições. A comissão julgadora, faz as indicações, escolhe três finalistas em cada categoria e, desse grupo, define o vencedor. Além das categorias analisadas, há três homenagens especiais, a cada ano, para profissionais de destaque da comunicação na Capital do país.

Profissionais e veículos de Comunicação já premiados: Dora Kramer (O Estado de S. Paulo), Andréa Michael (Folha de S. Paulo), Alexandre Garcia (TV Globo), Carlos Chagas (SBT e Jovem Pan), Estêvão Damázio (CBN), Dad Squarisi e Conceição Freitas (Correio Braziliense), Flávio Lara Resende (Grupo Bandeirantes de Rádio e TV), Gilberto Amaral e Marlene Galeazzi (Jornal de Brasília), e ainda TV Record, TV Globo, Bandnews, Jornal da Comunidade, Revista da Fecomécio-DF, entre outros.