O Prêmio

PRÊMIO ENGENHO DE COMUNICAÇÃO

O Prêmio Engenho de Comunicação – O Dia em que o Jornalista Vira Notícia foi criado em 2004 para destacar as melhores iniciativas e os mais prestigiosos profissionais da Imprensa na Capital do país. Mais de 90% das manchetes dos veículos de comunicação brasileiros, ou sobre o Brasil no exterior, são escritas em Brasília. No entanto, até a instituição do Prêmio Engenho de Comunicação, os profissionais que atuam a partir da Capital do país não eram reconhecidos, proporcionalmente à sua relevância profissional. Os principais prêmios jornalísticos brasileiros destacam basicamente profissionais do eixo Rio-São Paulo, deixando grandes nomes do Jornalismo brasileiro de fora, por estarem baseados em Brasília. Assim, o principal objetivo do Prêmio Engenho é valorizar os jornalistas e veículos de Comunicação de Brasília, reconhecendo aqueles que noticiam para o Brasil e o mundo as mais relevantes decisões tomadas na Capital do país.

Já aconteceram dez edições anuais consecutivas da premiação. Desde sua instituição, o evento tem mobilizado e sensibilizado a Imprensa em geral (jornalistas e seus familiares, veículos de comunicação e seus dirigentes), parlamentares, Poder Executivo, integrantes do Judiciário – em especial das Cortes Superiores – e das representações diplomáticas, empresários, formadores de opinião em geral e personalidades da sociedade local, configurando-se como um canal de relacionamento privilegiado com esses públicos.

Em 2008, a premiação foi incluída, por meio de lei, no Calendário Oficial de Eventos do Distrito Federal. Em 2010, o 7º Prêmio Engenho de Comunicação – O Dia em que o Jornalista Vira Notícia aconteceu no dia 1º de junho, na Embaixada de Portugal, em Brasília. A partir de então tornou-se a sede da cerimônia do Prêmio Engenho de Comunicação.

A premiação é gratuita, sem fins lucrativos, realizada com a parceria e o patrocínio de instituições, empresas e entidades de renome, que associam sua marca e valores à Liberdade de Expressão e à democracia representada pela Imprensa livre. Destaca profissionais e veículos de comunicação locais, nacionais e internacionais em 10 categorias:

  • Gestão de Negócios da Comunicação – empresa e ou profissional que fez investimento expressivo ou arrojado para ampliar o mercado de trabalho na comunicação, o acesso do público à informação ou consolidar um veículo ou case de comunicação.
  • Inovação Jornalística – ação, veículo, empresa ou profissional da comunicação que tenha inovado a linguagem do jornalismo, ou da comunicação empresarial.
  • Cobertura de Brasília – veículo de comunicação, produto ou editoria, de veículo impresso ou eletrônico, que destaque notícias da cidade.
  • Melhor Coluna – coluna fixa, de veículo impresso ou eletrônico, que traga as notícias mais interessantes sobre fatos ocorridos na cidade. A coluna pode ser de circulação nacional, mas tem que ser produzida em Brasília.
  • Apresentador (a)/âncora de TV –Profissional de vídeo de Brasília cujo trabalho se destaque pela credibilidade e carisma junto ao público.
  • Programa de TV – iniciativa de destaque pela inovação, conteúdo jornalístico, cultural ou de serviço, em emissora aberta ou fechada.
  • Programa de Rádio – Iniciativa de destaque no meio radiofônico, com conteúdo jornalístico, cultural ou de prestação de serviços.
  • Site noticioso – home-page do DF que traga informações e serviços, com criatividade, inovação, precisão e qualidade.
  • Veículo Impresso – Iniciativa, ação, produto ou serviço criado por veículo impresso, jornal ou revista, de periodicidade regular, com circulação na Capital do país.
  • Iniciativa Acadêmica –  Atividade que envolva estudantes e docentes de Comunicação, em suas várias áreas, e que se destaque por aproximar o universitário do mercado de trabalho.

Não há inscrições. A comissão julgadora, formada por cinco notáveis, faz as indicações, escolhe três finalistas em cada categoria e, desse grupo, define o vencedor. Além das dez categorias, há três homenagens especiais, a cada ano, para profissionais de destaque da comunicação na Capital do país, totalizando 13 premiados.

Profissionais e veículos de Comunicação já premiados: Dora Kramer (O Estado de S. Paulo), Andréa Michael (Folha de S. Paulo), Alexandre Garcia (TV Globo), Carlos Chagas (SBT e Jovem Pan), Estêvão Damázio (CBN), Dad Squarisi e Conceição Freitas (Correio Braziliense), Flávio Lara Resende (Grupo Bandeirantes de Rádio e TV), Gilberto Amaral e Marlene Galeazzi (Jornal de Brasília), e ainda TV Record, TV Globo, Bandnews, Jornal da Comunidade, Revista da Fecomécio-DF, entre outros.

Dinâmica do Evento

Cada edição do Prêmio Engenho é produzida com o intuito de manter o evento em evidência ao longo de oito meses. Assim, os parceiros têm oportunidades de serem mencionados pela Imprensa e vistos por mais tempos, e em mais ocasiões. No ano que antecede a edição, há o lançamento da premiação. Em 2014, o lançamento aconteceu no dia 20 de maio, num jantar oferecido pelo Conselho Federal da OAB. Nesta noite, perante importantes jornalistas, empresários e políticos de Brasília anunciamos a data da noite de premiação, 19 de novembro, e os parceiros que já confirmaram apoio. Em seguida, comunicamos ao público a lista de notáveis que integram a comissão julgadora.

Ao longo de meses, providenciamos temas para serem trabalhados pela Imprensa, como as reuniões dos jurados, as empresas apoiadoras, as atrações que irão marcar a noite de premiação, a lista dos finalistas. Três semanas antes da premiação realizamos o Jantar dos Finalistas, com todos os finalistas e homenageados e seus respectivos chefes. Na noite de premiação, há coquetel, diplomação de todos os finalistas, anúncio e premiação dos vencedores e show de encerramento com atração musical.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *